15:43 18 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Líder opositor Henrique Capriles participa de protesto contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro em Caracas

    Opositor venezuelano quer participação internacional na mediação do diálogo com Maduro

    © AFP 2017/ FEDERICO PARRA
    Américas
    URL curta
    616703

    O ex-candidato à presidência e governador do estado venezuelano de Miranda, Henrique Capriles, pediu aos representantes de países democráticos que participem como mediadores nas negociações realizadas na República Dominicana entre a oposição e o governo.

    O líder da oposição pediu que o México e o Chile enviassem emissários para representar a vontade desses países no diálogo.

    "A única possibilidade de isso ser sério é com a incorporação de governos democráticos. Não deixe isso nas mãos daqueles que foram mediadores do ano passado que falharam. O governo nomeia Bolívia e Nicarágua e queremos mudança, México e Chile", disse ele.

    Ele acrescentou que eles também poderiam incluir a ONU, a Igreja Católica, a França, Portugal e a Grécia.

    Capriles finalizou agradecendo a intenção de quaisquer países em se juntar aos processos de negociação pelo fim da crise venezuelana.

    Mais:

    Oposição venezuelana pede 'favores ao diabo'
    Oposição venezuelana rejeita 'ameaça militar' de Trump
    Guarda venezuelana confisca pastilhas de drogas destinadas à oposição radical
    'Oposição venezuelana não tem como tirar Maduro, agora, do poder'
    Oposição venezuelana pede proteção aos militares
    Tags:
    Igreja Católica, ONU, Henrique Capriles, Nicolás Maduro, República Dominicana, Chile, Bolívia, Nicarágua, Venezuela, México, Grécia, Portugal, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik