08:03 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Uma televisão instalada em uma rua de Tóquio mostra o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, no dia em que Pyongyang lançou um míssil em direção ao Japão

    Mensagem da América Latina: Chile e Uruguai condenam lançamento de míssil norte-coreano

    © REUTERS/ Issei Kato
    Américas
    URL curta
    Lançamento de míssil de Pyongyang (18)
    2596628

    Chile e Uruguai reprovaram publicamente nesta sexta-feira (15) o mais recente míssil lançado pela Coreia do Norte.

    O ministério das Relações Exteriores do Chile afirmou que o lançamento do projétil gera um "clima de instabilidade" e constituí uma "ameaça direta" à paz. "Nosso país faz um chamado a República Popular Democrática da Coreia ao diálogo e ao cumprimento das resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas", afirmou a chancelaria chilena por meio de comunicado.

    Já o governo uruguaio classificou de "inaceitável" o míssil disparado pelo país de Kim Jong-un e também pediu o seguimento das resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

    A Coreia do Norte disparou um míssil de médio alcance que sobrevoou o Japão na quinta-feira.

    O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, chegou a pedir para que Brasil, Chile, México e Peru rompam laços diplomáticos com Pyongyang em agosto. 

    À época, o pedido não repercutiu, mas recentemente o México expulsou o embaixador norte-coreano de seu território. O Peru fez o mesmo alguns dias depois.

    Tema:
    Lançamento de míssil de Pyongyang (18)

    Mais:

    Kim Jong-un: as forças nucleares da Coreia do Norte estão praticamente completas
    Rússia: Coreia do Norte e EUA devem parar com ameaças
    EUA: Coreia do Norte sentirá em breve o peso das sanções
    Senador russo: mísseis da Coreia do Norte não voam em direção à Rússia
    Opinião: guerra contra Coreia do Norte 'será catástrofe que mudará este mundo'
    Seul ameaça 'destruir Coreia do Norte sem recuperação possível' em caso de provocação
    Pentágono revela tipo de míssil lançado pela Coreia do Norte
    Rússia e China precisam tomar 'ação direta' contra Coreia do Norte, diz Tillerson
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik