16:56 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

    Trump: Sanções norte-coreanas não são 'nada em comparação com que vai ainda acontecer'

    © Sputnik/ Ilia Pitalev
    Américas
    URL curta
    384924720

    Presidente dos EUA Donald Trump expressou dúvidas de que as novas sanções de Pyongyang vão ter "algum impacto" mas acrescentou que foi "bom" que a ONU tivesse aprovado a resolução dos EUA.

    "Achamos que é mais um passo pequeno, não uma coisa grande", afirmou Trump aos jornalistas no início do seu encontro com o primeiro-ministro da Malásia Najib Razak.

    "Não sei se vai ter qualquer impacto[…]mas estas sanções são nada em comparação com o que vai ainda acontecer", frisou Trump, citado pela Reuters. 

    Os EUA ainda não excluíram a possibilidade d uma operação militar para acabar com o desenvolvimento nuclear da Coreia do Norte, confirmou na terça (12) a Casa Branca. 

    "O presidente está comprometido com qualquer passo e qualquer opção disponível para ter a península da Coreia desnuclearizada", declarou a porta-voz da Casa Branca Sarah Sanders, citada pela RT.

    Após uma série de compromissos de última hora, a Rússia e a China apoiaram as sanções contra a Coreia do Norte. O nono pacote de medidas restritivas da ONU contra o regime comunista ficou bastante aquém das consequências que a administração de Trump propôs após o sexto teste nuclear norte-coreano realizado em 3 de setembro. 

    Mais:

    Coreia do Norte não reconhece novas sanções da ONU: 'estamos no caminho certo'
    Coreia do Norte promete 'a maior dor' aos EUA após sanções; Trump 'ameaça' China
    Tags:
    consequências, defesa, tensão, reação, política, sanções, Casa Branca, ONU, Donald Trump, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik