02:30 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Edward Snowden

    Snowden sabe quem esteve por trás de ciberataque contra Hillary Clinton

    © REUTERS/ Glenn Greenwald/Laura Poitras/Courtesy of the Guardian/Handout via Reuters
    Américas
    URL curta
    12100

    Segundo acredita Edward Snowden, ex-colaborador da inteligência norte-americana, os ataques de hackers contra o Partido Democrata dos EUA podiam ter sido realizados por diferentes grupos.

    "Não sei. É provável que os russos tenham atacado o sistema informático do Partido Democrata de Hillary Clinton, mas isso não foi provado", declarou Snowden em entrevista ao jornal Spiegel.

    "A Agência de Segurança Nacional tem dados mais ou menos exatos sobre quem atacou Clinton. Mas suspeito que identificaram também outros atacantes, é provável que tenha havido seis ou sete grupos", apontou.

    Questionado se pertencia aos serviços secretos russos, Snowden negou.

    Durante as presidenciais nos EUA, realizadas em novembro de 2016, a candidata do Partido Democrata, Hillary Clinton, foi derrotada pelo candidato republicano Donald Trump.

    Os serviços secretos americanos acusam a Rússia de ter estado envolvida no hackeamento das bases de dados dos democratas e na entrega das informações ao site WikiLeaks durante a corrida presidencial.

    A investigação sobre a "intervenção russa" está sendo realizada pelo FBI e por ambas as câmaras do Congresso americano, porém, nunca foram apresentadas evidências. O Kremlin, por sua vez, tem várias vezes rechaçado tais acusações. O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, também nega quaisquer laços entre o site e a Rússia.

    Mais:

    Putin: Rússia não entregará Snowden aos EUA sob nenhuma circunstância
    Putin não acha que Snowden seja traidor
    Democracia e direitos estão ameaçados pelo medo e pelas 'notícias falsas', diz Snowden
    Autoridades dos EUA acusam diretora do filme sobre Snowden de matar soldados no Iraque
    Tags:
    interferência estrangeira, eleições presidenciais, dados, computação, ataques cibernéticos, hackers, Partido Democrata, Hillary Clinton, Edward Snowden, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik