11:16 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente norte-americano Donald Trump cumprimenta o premiê japonês Shinzo Abe

    Trump: 'EUA estão prontos para usar armas nucleares contra Pyongyang se necessário'

    © AP Photo/ Andrew Harnik
    Américas
    URL curta
    671636

    O presidente dos EUA confirmou em uma conversa com o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe que seu país "está preparado para usar armas nucleares contra Pyongyang, se necessário".

    O presidente norte-americano escreveu em sua conta pessoal do Twitter que "as palavras e ações da Coreia do Norte permanecem muito hostis e perigosas" para o seu país. Ele também ameaçou interromper qualquer troca comercial com todos os países que possuem relações econômicas com a nação de Kim Jong-un.

    De acordo com o serviço de imprensa da Casa Branca, Trump "reafirmou o compromisso" de proteger os Estados Unidos e outros territórios estadunidenses, bem como os de seus aliados. O comunicado menciona que o republicano prometeu a Shinzo Abe "o emprego de toda a gama de possibilidades", desde rotas diplomáticas até as nucleares.

    North Korea has conducted a major Nuclear Test. Their words and actions continue to be very hostile and dangerous to the United States.....

    No início de agosto, o presidente dos EUA assegurou que, se a Coreia do Norte aumentasse a ameaça nuclear, a resposta dos EUA seria "[uma onda de] fogo e fúria que o mundo nunca viu". Antes deste ultimato, Pyongyang respondeu que elaboraria um plano para atacar com mísseis a ilha americana de Guam.

    Mais:

    Theresa May pede novas sanções contra a Coreia do Norte após teste nuclear
    Putin pediu para não 'ceder às emoções', após testes da Coreia do Norte
    Assange: ameaças dos EUA provocaram a militarização da Coreia do Norte
    EUA podem cancelar comércio com países que 'fazem negócios' com a Coreia do Norte
    Governo japonês confirma recente teste nuclear da Coreia do Norte
    Tags:
    Casa Branca, Donald Trump, Shinzo Abe, Kim Jong-un, Japão, Guam, Estados Unidos, Pyongyang, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik