11:32 24 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    031
    Nos siga no

    Um cidadão chinês preso esta semana no Aeroporto Internacional de Los Angeles pode estar envolvido em uma invasão do Departamento de Gestão de Pessoal (OPM) em 2014-2015 que comprometeu os dados de milhões de funcionários do governo americano.

    Enquanto visitava os EUA, Yu Pingan, de 36 anos, foi preso após ser identificado como o alvo de uma denúncia federal de colaboração para lançar ataques cibernéticos contra uma série de empresas norte-americanas.

    Um funcionário do FBI informou que Yu forneceu versões de um programa conhecido como "Sakula" para dois co-conspiradores na China, sabendo que eles seriam usados ​​para realizar ataques contra as empresas.

    O mesmo programa foi utilizado em múltiplas violações maiores nos EUA, incluindo a violação OPM 2014-2015, que resultou na exposição das informações pessoais dos funcionários públicos, como endereços, números de segurança social (equivalentes ao nosso CPF) e impressões digitais. Funcionários dos EUA culparam o ataque ao governo chinês, mas as autoridades chinesas negaram qualquer envolvimento.

    Dólares norte-americanos
    © Sputnik / Mikhail Kutuzov
    A queixa não acusa diretamente Yu — conhecido dos serviços inteligência pelo codinome GoldSun — de ser pessoalmente responsável pelo ataque OPM, mas sugere conexão com o caso.

    O advogado do acusado, Michael Berg, afirmou que o homem detido era um professor sem afiliação com o governo chinês.

    "Ele diz que não tem envolvimento nisso", disse Berg à agência de notícias Reuters, acrescentando que Yu chegou a Los Angeles para uma conferência.

    Yu continua preso à espera de uma audiência judicial sobre seu caso, o que deve acontecer só na próxima semana.

    Mais:

    Kremlin repele ataque hacker ao site da presidência
    Putin comenta escândalo do ataque hacker à WADA
    Emirados Árabes estaria por trás de ataque hacker que gerou crise diplomática com Qatar
    Tags:
    Estados Unidos, Los Angeles, Yu Pingan, GoldSun, Michael Berg, Reuters, Sakula
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar