02:03 27 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    36146
    Nos siga no

    As novas sanções, adotadas pelos EUA contra a Venezuela, são o pior ato de agressão contra Caracas nos últimos anos, disse o ministro das Relações Externas da Venezuela, Jorge Arreaza.

    O político está em Nova York, onde se reuniu com o secretário-geral da ONU, António Guterres.

    "As sanções, anunciadas hoje, são o pior ato de agressão contra Venezuela nos últimos 200 anos", disse o ministro, citado por CNN.

    Arreaza disse que com as novas sanções os EUA esperam provocar uma crise humanitária no país latino-americano, segundo o jornal El Carabobeno.

    Nesta sexta-feira, o presidente dos EUA, Donald Trump, adotou novas sanções contra a Venezuela. Entre outras medidas, Washington proibiu as empresas norte-americanas negociar ou adquirir títulos da dívida e ações emitidas pelo governo da Venezuela ou pela sua estatal de petróleo, PDVSA, com prazo de vencimento superior a 30 e 90 dias, respectivamente. 

    Os Estados Unidos adotaram uma série de sanções contra autoridades da Venezuela ao longo dos últimos meses, incluindo o presidente Maduro, responsabilizando o governo venezuelano por todos os problemas que atingem o país e acusando-o de violar direitos humanos.

    Mais:

    Colômbia rechaça decisão da Venezuela de remover canais colombianos
    Que efeito terão sanções petrolíferas norte-americanas contra Venezuela no mercado global?
    Pressão latino-americana sobre Venezuela pode desencadear intervenção militar dos EUA
    Maduro diz que tem medidas preparadas para defender Venezuela do bloqueio de Trump
    Tags:
    agressão, sanções, ONU, Jorge Arreaza, EUA, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar