12:56 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Curiosos aguardam liberação de perímetro estabelecido pela polícia de Charleston após tiroteio em restaurante

    Atirador de Charleston é baleado pela polícia

    © AP Photo/ Harriet McLeod
    Américas
    URL curta
    0 21

    Foi alvejado pela polícia e está em estado crítico o atirador que invadiu um restaurante na cidade americana de Charleston, na Carolina do Sul, nesta quinta-feira. Segundo a mídia local, há pelo menos uma morte confirmada.

    "Um morto, suspeito baleado pela polícia após a situação com reféns em um restaurante do centro de Charleston", informou o The Post and Courier. De acordo com a polícia, os demais reféns foram libertados sem ferimentos.

    Mais cedo, um homem identificado como ex-funcionário do restaurante Virginia's On King invadiu o local com uma arma de pequeno porte e abriu fogo contra uma das pessoas que estavam no estabelecimento, tomando as outras como reféns. Após várias tentativas de negociação, as forças especiais da polícia decidiram entrar em ação, atirando no criminoso e tirando as pessoas do local em segurança.

    Segundo o prefeito John Tecklenburg, não há dúvidas de que o incidente não tem a ver com terrorismo ou crime de ódio.

    Em comunicado, o governador da Carolina do Sul, Henry McMaster, expressou pesar pela dor das famílias afetadas pelo incidente e elogiou o trabalho das forças de segurança, destacando que, mais uma vez, os agentes colocaram suas próprias vidas em risco para salvar a de outros.

    Mais:

    Carolina do Sul evacuará 1 milhão de pessoas por causa do furacão Matthew
    Autor de massacre em igreja da Carolina do Sul é condenado à morte
    Tiroteio em escola primária na Carolina do Sul
    Jato da Força Aérea dos EUA colide com avião civil na Carolina do Sul
    Tags:
    The Post and Courier, Virginia's On King, Henry McMaster, John Tecklenburg, EUA, Carolina do Sul, Charleston
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik