08:16 05 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    9111
    Nos siga no

    Os Estados Unidos pretendem usar todo o seu poder diplomático e econômico para enfrentar o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, declarou a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, em um comunicado nesta sexta-feira.

    "Os Estados Unidos condenam de forma veemente a tomada de poderes legislativos pela ilegítima Assembleia Constituinte", informou o comunicado. "Enquanto o regime de Maduro continuar a portar-se como uma ditadura autoritária, estamos preparados para trazer todo o peso do poder econômico e diplomático americano e apoiar o povo venezuelano na sua busca para restaurar sua democracia".

    No início desta sexta-feira, a Assembléia Constituinte emitiu um decreto declarando que o corpo assume as funções legislativas da Assembléia Nacional.

    Os parlamentos na Argentina, Brasil, Espanha, Canadá, Costa Rica, México, Panamá, Peru e Chile acusaram a nova assembléia venezuelana de violar a constituição ao assumir o poder de aprovar as leis.

    A Assembleia Constituinte foi eleita em julho para reescrever a constituição em uma tentativa de reunir pessoas de diferentes setores da sociedade. Os líderes da oposição venezuelana, entretanto, acusaram o presidente Nicolás Maduro de tentar boicotar o parlamento do país.

    Mais:

    Odebrecht: ex-procuradora-geral da Venezuela diz que tem provas de corrupção de Maduro
    Casa de ex-procuradora-geral da Venezuela é vasculhada
    Chile não apoia golpes de estado nem intervenção militar na Venezuela, diz Bachelet
    EUA ameaçam interesses da China na Venezuela
    Moscou: Crise na Venezuela deve ser resolvida sem qualquer intervenção externa
    Tags:
    soberania, crise política, relações bilaterais, Departamento de Estado dos EUA, Nicolás Maduro, EUA, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar