20:14 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Donald Trump, volta à Casa Branca após uma visita ao Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos

    Depois de mencionar intervenção militar, Trump recusa chamada telefônica de Maduro

    © REUTERS/ Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    701383135

    O presidente dos EUA, Donald Trump, negou a solicitação de uma conversa telefônica do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou a Casa Branca nesta sexta-feira.

    "Hoje, Nicolás Maduro solicitou uma conversa telefônica com o presidente Trump… Trump ficará feliz de conversar com o líder da Venezuela, assim que a democracia for restaurada nesse país", diz um comunicado da assessoria de imprensa da Casa Branca.

    A administração do presidente norte-americano adicionou que, desde o início do mandato de Trump, os EUA se posicionaram pela realização de eleições justas na Venezuela, bem como pela libertação de presos políticos e fim das repressões à população, "sem obter uma resposta" no entanto. 

    "Em vez disso, Maduro escolheu o caminho da ditadura", constatou o comunicado.

    Esta semana, durante um pronunciamento na Assembleia Constituinte, Maduro declarou a intenção de normalizar as relações políticas com os Estados Unidos. 

    Enquanto isso, na quarta-feira, os EUA ampliaram as sanções contra o país latino-americano, incluindo diversas organizações e pessoas físicas na "lista negra".

    Nesta sexta-feira, Trump declarou não excluir uma intervenção militar na Venezuela.

    Mais:

    Pentágono não recebeu ordens para preparar ação militar contra Venezuela
    Ministro da Defesa da Venezuela: organizadores do ataque à base militar foram presos
    Chanceler cubano pede fim da interferência contra Venezuela
    Chanceleres das Américas pedem que Venezuela reverta a Assembleia Constituinte
    Maduro declarou a supremacia da Assembleia Constituinte sobre o Poder Executivo
    'Viva a revolução', Maradona apoia Maduro em mensagem
    Tags:
    relações bilaterais, Casa Branca, Nicolás Maduro, Donald Trump, Venezuela, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik