13:14 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1614
    Nos siga no

    O ex-embaixador dos EUA na Rússia Michael McFall criticou no seu Twitter o presidente norte-americano, Donald Trump, por este agradecer a Vladimir Putin a redução da missão diplomática estadunidense.

    "Trump acabou de aplaudir a redução de pessoal da embaixada russa em 755 pessoas. Não seria melhor se ele reduzisse seu próprio pessoal?", escreve MacFaul. 

    ​Do ponto de vista do ex-embaixador, Trump provou com suas palavras que não entende nada de diplomacia.

    "Nossos diplomatas, nossos especialistas, nossos militares que trabalham na Rússia proporcionam a Washington informações inapreciáveis sobre este país. Imaginem nós querermos saber menos sobre a modernização militar da Rússia! Foi isso que Trump louvou hoje", continuou o ex-embaixador. Imaginem nós querermos saber menos sobre as intenções e planos externos da Rússia! É isso que as reduções de pessoal da embaixada provocarão".

    Segundo McFaul, Trump "insulta os patriotas norte-americanos que trabalham na Rússia em condições difíceis" e, ao mesmo tempo, elogia Putin.

    Ele comparou também a reação do presidente norte-americano com a de Vladimir Putin aquando da expulsão de diplomatas russos, acusando Trump de fraqueza.

    "Se Trump elogia Putin, por que este não age do mesmo jeito? Putin não nos elogiou quando nós expulsamos 35 diplomatas, ao contrário da resposta de Trump à expulsão de nossos 755 funcionários", escreveu ele em seu twitter recente.

    Vale ressaltar que outros diplomatas americanos também comentaram as palavras do presidente estadunidense. 

    De acordo com o jornal Politico, um dos diplomatas, que trabalha no estrangeiro, chamou elas de "vergonhosas", frisando que isso pode provocar a demissão de muitos funcionários do Ministérios das Relações Exteriores. 

    Outro funcionário, que preferiu manter o anonimato, contou ao Político que a decisão de Trump chocou muitos. "Eu não estou brincando. Nos últimos cinco minutos, três pessoas me disseram isso. Todo mundo está bastante surpreendido. É uma decisão extremamente ingênua e míope. É um sinal terrível para nossos funcionários locais em todos os lugares", acrescentou ele.

    "Obrigado a Putin? Eu não tenho palavras que vocês possam publicar para descrever minha reação", afirmou mais um diplomata.

    Trump afirmou ontem (10) estar grato a Putin por este expulsar da Rússia centenas de funcionários da missão diplomática dos EUA, pois isso poderá ajudar os norte-americanos a economizarem nos gastos. 

    O presidente russo tomou a decisão de reduzir a missão diplomática dos EUA como resposta à lei aprovada pelo Congresso sobre um novo pacote de sanções contra Moscou.

    Mais:

    Moscou suspende utilização de propriedades diplomáticas de embaixada americana
    EUA ordenam a familiares de diplomatas que deixem a embaixada em Caracas
    Grupo terrorista que atacou embaixada dos EUA na Líbia anuncia autodissolução
    Tags:
    diplomatas, embaixada, sanções, Congresso dos EUA, Michael McFaul, Donald Trump, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar