10:33 16 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Ex-chefe da campanha eleitoral de Donald Trump, Paul Manafort, cercado por jornalistas (foto de arquivo)

    FBI revista casa de ex-assessor de campanha em busca de provas de conexão com a Rússia

    © AP Photo / J. Scott Applewhite
    Américas
    URL curta
    1 0 0

    O FBI conduziu um mandado de busca e apreensão na casa do ex-presidente de campanha de Donald Trump, Paul Manafort, à procura de evidências para a suposta interferência russa nas eleições de 2016.

    A equipe de Manafort confirmou o incidente à ABC relatando que a busca na casa do ex-assessor em Virgínia foi revistada e que agentes procuravam documentos. 

    "Os agentes do FBI executaram um mandado de busca em uma das residências do Sr. Manafort. O Sr. Manafort cooperou consistentemente com a aplicação da lei e outros inquéritos sérios e fez isso também nessa ocasião". 

    O líder da campanha não foi avisado sobre a busca, que ocorreu antes do nascer do sol em 26 de julho, um dia depois de Manafort voluntariamente prestar depoimento ao Comitê de Inteligência do Senado dos EUA sobre o assunto.

    Sob coordenação de Robert Mueller, os agentes deixaram a casa com uma série de registros que cobrem uma ampla investigação sobre o possível conluio entre a campanha do agora presidente americano e autoridades russas, de acordo com o jornal The Washington Post.

    O Comitê Judiciário do Senado recebeu mais de 20 mil páginas da campanha de Trump no último dia 2 de agosto. Só Manafort produziu cerca de 400 páginas, incluindo documentação de advocacia representando a Ucrânia. Os membros do Comitê requisitaram todas as informações relativas a reuniões realizadas em junho de 2016 com advogados russos, bem como quaisquer comunicações e registros de tentativas de obter informações sobre Hillary Clinton com nacionais da Rússia durante a campanha presidencial.

    Mais:

    Kremlin sobre interferência russa nos EUA: 'uma novela que já durou demais'
    Democratas: Trump deve discutir a interferência russa na eleição dos EUA com Putin
    Trump: Obama sabia da 'interferência russa' e não fez nada
    Ex-diretor do FBI: Trump pediu para 'dar um fim' na investigação sobre interferência russa
    'Interferência russa': americanos não acreditam em Trump...nem no FBI
    Tags:
    The Washington Post, FBI, ABC, Comitê de Inteligência do Senado dos EUA, Comitê Judiciário do Senado dos EUA, Robert Mueller, Hillary Clinton, Paul Manafort, Rússia, Estados Unidos, Virgínia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik