19:17 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    37126
    Nos siga no

    O grupo de insurgentes que atacou uma base militar na Venezuela neste domingo (6) recebeu apoio no exterior, informou um comunicado do ministério da Defesa do país sul-americano nesta segunda-feira.

    "Esse bando criminoso não agiu em nome de nobres ideais ou dos princípios nacionalistas de qualquer tipo, mas como mercenários, que recebem dinheiro de Miami das mãos de grupos de extrema direita, ligados à oposição venezuelana, bem como aos governo estrangeiros, que praticam agressões e intervenções contra o nosso país", declarou o comunicado do ministério. 

    Além disso, segundo as investigações, o mesmo grupo planejava realizar um ataque antes das eleições para a Assembleia Constituinte.

    Neste domingo, dia 6 de agosto, um grupo atacou a base militar de Paramacay, em Valência. Diosdado Cabello, o primeiro vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela, qualificou o incidente de ato terrorista. As Forças Armadas restabeleceram rapidamente o controle sobre a situação. O presidente venezuelano afirmou que o ataque à base militar resultou em morte de duas pessoas e um ferido.

    Mais:

    'Hoje tivemos que vencer o terrorismo com balas', diz Maduro sobre levante
    O domingo de insurreição militar e mais protestos na Venezuela
    Venezuela: ministro da Defesa diz que 'ataque terrorista' à base militar foi controlado
    Tags:
    financiamento, insurgência, Miami, Valência, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar