22:59 23 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    67516
    Nos siga no

    A eleição de uma Assembleia Constituinte para refazer a Constituição da Venezuela não será reconhecida e é "mais um passo na direção da ditadura", afirmou a embaixadora dos EUA na Organização das Nações Unidas (ONU) Nikki Halley neste domingo (30).

    "A falsa eleição de Maduro é mais um passo na direção da ditadura. Não aceitaremos um governo ilegítimo. O povo venezuelano e a democracia vão prevalecer", escreveu Nikki em seu Twitter.

    Os Governos de Argentina, Colômbia, Panamá e Peru já afirmaram que não irão reconhecer o resultado da votação que ocorreu hoje na Venezuela.

    Na semana passada, os Estados Unidos aplicaram sanções contra 13 funcionários de alto escalão venezuelano e advertiu que tomaria medidas mais drásticas caso a eleição da Assembleia Constituinte realmente ocorresse. 

     

    Mais:

    Venezuela vai às urnas por Assembleia Constituinte em clima de tensão (FOTOS)
    Explosão deixa policiais feridos em protesto na Venezuela (VÍDEOS)
    Candidato à Assembleia Constituinte na Venezuela é morto a tiros
    Procuradora-Geral da Venezuela alerta para 'risco de totalitarismo' no país após eleições
    Tags:
    ONU, Nikki Haley
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar