12:26 19 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Um soldado do exército colombiano passa na frente de uma fila de guerrilheiros das FARC e do ELN

    ELN propõe cessar-fogo de três meses à Colômbia

    © AP Photo / Christian Escobar Mora
    Américas
    URL curta
    221

    O Exército de Libertação Nacional (ELN) propôs um cessar-fogo de três meses ao Governo colombiano nesta terça-feira (25), durante as negociações de paz que estão ocorrendo no Equador e tentam encerrar um conflito de mais de 50 anos.

    "Este seria um cessar-fogo bilateral inicial, não é o fim do conflito, é temporário — com a possibilidade de ser prolongado caso haja confiança", afirmou Bernardo Tellez, membro da equipe de negociação do ELN.

    O Governo do presidente Juan Manuel Santos e o grupo rebelde estão em diálogo desde fevereiro e iniciaram uma nova rodada de negociações nesta semana. As duas partes afirmam ter interesse no cessar-fogo.

    Santos já chegou a exigir que os rebeldes suspendessem todos os sequestros e ataques à infraestrutura petrolífera do país. Uma recente explosão causada pelos rebeldes deixou fechado um importante oleoduto local por 56 dias.

    O ELN tem cerca de 2.000 combatentes e é considerado uma organização terrorista pelos Estados Unidos e União Europeia.

    Mais:

    Segunda maior guerrilha da Colômbia, ELN diz não acreditar em paz antes de 2018
    'Diálogo com a guerrilha ELN será célere, mas não espere por paz express', avisa Colômbia
    ELN liberta ex-deputado sequestrado e inicia diálogos de paz na Colômbia
    Presidente colombiano perdoa 3.600 ex-guerrilheiros das FARC
    Colômbia irá financiar criação do futuro partido das FARC
    Governo da Colômbia e Farc prorrogam prazo para grupo guerrilheiro entregar suas armas
    Tags:
    ELN, Juan Manuel Santos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik