04:08 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O aperto de mão entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e seu homólogo russo, Vladimir Putin, em 7 de julho de 2017, durante a cúpula do G20

    Casa Branca: Trump quer acabar com a 'caça às bruxas' com a Rússia

    © REUTERS / CARLOS BARRIA
    Américas
    URL curta
    320

    O presidente Donald Trump está desapontado com a caça às bruxas políticas com a investigação da alegada interferência da Rússia nas eleições de 2016 nos EUA e espera que ela chegue a uma conclusão completa, de acordo com a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders.

    O presidente Donald Trump está desapontado com a caça às bruxas políticas com a investigação da alegada intervenção russa nas eleições dos EUA de 2016 e espera que ela chegue a uma conclusão completa, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, em uma entrevista coletiva hoje.

    "O presidente está frustrado com a contínua caça às bruxas da investigação na Rússia e espera que ela chegue a uma conclusão completa", afirmou Sanders.

    Trump acredita que o objetivo claro da pesquisa deveria ser a revisão do papel da Rússia nas eleições de 8 de novembro, mas nada além deste assunto, observou Sanders. Além disso, ela reiterou as declarações anteriores da administração de que Trump não tinha vínculos financeiros com Moscou.

    Autoridades russas negaram repetidamente acusações de interferências nas eleições dos EUA, dizendo que as alegações são absurdas e representam uma tentativa de desviar a atenção do público de casos revelados de corrupção e questões domésticas urgentes nos Estados Unidos.

    Mais:

    Rússia pode criar comissão para investigar interferência dos EUA na política russa
    Snowden: 'Alegações do FBI sobre a interferência russa na eleição dos EUA não têm provas'
    Congressista de Massachusetts contesta voto do Colégio Eleitoral por 'interferência russa'
    Tags:
    Eleições dos EUA 2016, Casa Branca, Donald Trump, Sarah Huckabee Sanders, Moscou, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar