02:29 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Senador norte-americano John McCain

    Senador John McCain é diagnosticado com tumor no cérebro

    © AP Photo / Matt York
    Américas
    URL curta
    5292

    O Hospital da Clínica Mayo, em Phoenix, divulgou hoje um boletim médico em que informa sobre o tumor maligno do senador do Arizona, John McCain. A doença foi descoberta após uma cirurgia de remoção de um coágulo acima do olho esquerdo do republicano.

    "A patologia dos tecidos revelou que um tumor cerebral primário conhecido como glioblastoma estava associado ao coágulo sanguíneo", de acordo com a declaração do hospital.

    As terapias de quimioterapia e radioterapia estão sendo consideradas por McCain e sua família. Os médicos disseram que ele está se recuperando bem da cirurgia e sua saúde "subjacente" é excelente.

    "O senador McCain recebeu um excelente tratamento no Mayo Clinic Hospital em Phoenix e aprecia o tremendo profissionalismo e cuidado por seus médicos e funcionários", informou a assessoria de imprensa do senador. "Ele está com bom humor e se recupera confortavelmente em casa com sua família. Com o conselho de seus médicos, o senador McCain estará se recuperando no Arizona na próxima semana", acrescentou o anúncio.

    A American Brain Tumor Association relata que "para adultos com glioblastoma mais agressivo, tratados simultaneamente com temozolamida e terapia de radiação, a sobrevivência mediana é de cerca de 14,6 meses e a sobrevivência de dois anos é de 30%". No entanto, um estudo de 2009 descobriu que "quase 10% dos pacientes com glioblastoma podem viver cinco anos ou mais".

    Quem é McCain

    O senador é ex-veterano de guerra, candidato presidencial derrotado nas eleições de 2008 e uma das vozes mais ativas anti-Rússia no Congresso dos Estados Unidos. McCain também é ferrenho opositor de Donald Trump, embora fosse um dos apoios considerados pelo gabinete do presidente no projeto de lei que substitui o Obamacare.

    O político de 80 anos foi eleito pela primeira vez no Senado em 1987 e foi considerado uma das vozes mais influentes no Senado por mais de uma década. Ele correu para presidente em 2000 antes de perder a nomeação para George W. Bush, que se tornou presidente de 2001 a 2009.

    Mais:

    EXCLUSIVO: McCain diz que Trump deveria enviar mísseis Javelin para a Ucrânia
    Senador McCain apela para voltar aos princípios da Guerra Fria com a Rússia
    McCain admite liderança da Rússia no Oriente Médio
    Tags:
    Obamacare, American Brain Tumor Association, Partido Republicano, Congresso dos EUA, Donald Trump, George W. Bush, John McCain, Arizona, Estados Unidos, Phoenix
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar