02:30 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA Donald Trump durante discurso na sessão do Congresso dos EUA

    Opinião: impeachment de Donald Trump significaria suicídio dos republicanos

    © AFP 2019 / JIM LO SCALZO / EPA POOL
    Américas
    URL curta
    410
    Nos siga no

    Não há perspectiva de um impeachment do presidente dos EUA, Donald Trump, no futuro próximo, pois os republicanos, que representam a maioria em ambas as câmaras do parlamento norte-americano, não vão "dar um tiro na sua própria cabeça", opina o deputado e especialista em relações internacionais russo, Vyacheslav Nikonov.

    Destaca-se que, na quarta-feira (12), dois membros da Câmara dos Representantes dos EUA, os democratas Alexander Green e Brad Sherman, apresentaram ao Congresso uma iniciativa para o impeachment de Donald Trump.

    As acusações deles são baseadas na demissão do diretor do FBI, James Comey, que era o responsável pela investigação da "interferência russa nas eleições presidenciais" e dos "contatos de Trump com a Rússia", os quais são negadas pela Casa Branca, assim como pelo Kremlin, quanto à existência de tais laços. Por sua vez, Comey acusou Donald Trump, através da mídia, de o tentar impedir de investigar alguns aspectos do caso em questão.

    "A ideia de impeachment paira no ar já há muito tempo. Em minha opinião, no futuro próximo não há quaisquer perspectivas de impeachment de Trump — é um presidente dos EUA que foi eleito e que tem o apoio de parte significativa da população. E está cooperando com êxito com seu partido no Congresso dos EUA", sublinhou o deputado da Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo), Vyacheslav Nikonov.

    Além disso, o político russo lembrou que ambas as câmaras do Congresso possuem maioria republicana, sendo este o partido do presidente Donald Trump. Do ponto de vista formal, eles não são controlados por Trump, mas partilham seus princípios e, em geral, estão apoiando sua política mesmo havendo discordâncias.

    "Atualmente, os republicanos não têm tendências suicidas, segundo sou informado. O impeachment a um presidente pelo seu próprio partido — não é sequer dar um tiro no pé, é dar um tiro na sua própria cabeça", explicou.

    Mais:

    Congresso dos EUA quer impedir colaboração entre Trump e Putin
    Trump falou com Putin 'de forma dura' sobre intervenção russa nas eleições
    Democratas: Trump deve discutir a interferência russa na eleição dos EUA com Putin
    Trump: interferência nas eleições americanas podia ter partido de vários países
    Tags:
    suicídio, presidente, impeachment, Kremlin, Casa Branca, Câmara dos Representantes, Duma de Estado, Partido Republicano, Congresso dos EUA, Al Green, Donald Trump, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar