09:56 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    452
    Nos siga no

    A Casa Branca identificou erroneamente o presidente da China como presidente da Taiwan em transcrição oficial do encontro entre os dois líderes antes da reunião bilateral na cúpula do G20 em Hamburgo, na Alemanha.

    Xi Jinping, presidente da República Popular da China, foi identificado na transcrição dada aos repórteres como "Presidente Xi da República da China". Exceto que a "República da China" se refere a Taiwan, uma nação insular independente de facto cuja jurisprudência é reclamada pela China continental.

    Embora seja possível que pessoas em Taiwan possam rir sobre a gafe, provavelmente ela não ajudará a aliviar o relacionamento tenso entre os dois poderes. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, depois de acusar a China de roubar empregos e manipular sua moeda durante sua campanha presidencial no ano passado, disse publicamente que poderia reconsiderar a política da "China Única", na qual os EUA concordam em respeitar a posição da China em Taiwan. Ele até mesmo conversou por telefone com a presidente taiwanesa Tsai Ing-Wen depois de vencer a eleição, em uma grande ruptura com a política típica dos americanos.

    Trump tem sido mais conciliador com a China, mas expressou frustração via Twitter no fracasso de Pequim — proposital ou não — em controlar o programa de mísseis da Coreia do Norte.

    Abandonar o nome de uma das nações economicamente mais poderosas do mundo é apenas a última gafe da Casa Branca de Trump, que está se tornando conhecida por erros de protocolo no exterior.

    Em abril, por exemplo, Trump comentou que adoraria conhecer o Papa Francisco a apenas algumas semanas da cúpula do G7 na Itália, aparentemente inconsciente de que tais encontros normalmente são solicitados com meses de antecedência. A Casa Branca conseguiu levar o presidente ao Ponífice, mas não sem antes enviar um pedido oficial ao Vaticano.

    Mais:

    'Métodos de intimidação usados pelo governo Trump nas relações com China parecem negócios'
    China a Trump: 'O programa nuclear norte-coreano é problema seu'
    Em conversa telefônica com Xi Jinping, Trump concorda em seguir princípio da 'China única'
    Tags:
    Cúpula do G7, Cúpula do G20, Casa Branca, Papa Francisco, Donald Trump, Tsai Ing-wen, Xi Jinping, Vaticano, Itália, Pequim, Coreia do Norte, Estados Unidos, Taiwan, República da China, República Popular da China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar