00:43 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados do Exército Brasileiro

    Saiba qual é o país mais militarizado da América Latina

    Valter Campanato/ Agência Brasil
    Américas
    URL curta
    16365

    Conheça quais são as forças de defesa mais numerosas da região e que países são os mais militarizados em relação à sua população total, de acordo com os dados da Rede de Segurança e Defesa da América Latina (Centro Resdal).

    Em 2016, eram 1.732.837 os efetivos militares conjuntos de 16 países latino-americanos e caribenhos, de acordo com o último Atlas Comparativo da Defesa regional, publicado pela Resdal.

    O estudo é baseado nos dados oficiais das nações estudadas, sendo que estas não incluem a Costa Rica, Cuba e o Panamá.

    O Brasil é o país com as Forças Armadas mais numerosas da região, contando com 366.614 militares da Força Aérea, Marinha e Exército. A Venezuela fica um pouco atrás, com 365.315 efetivos.

    O México (267.656) e a Colômbia (265.050) seguem de perto estes dois líderes no ranking, segundo a respectiva pesquisa.

    A Argentina (79.845) e o Peru (78.296) têm um pessoal militar de envergadura semelhante. Com 10 mil militares a menos fica o Chile (67.683), enquanto a República Dominicana tem 58.281 oficiais, técnicos e soldados.

    O Equador (41.403) está um pouco acima da Bolívia (34.078). Significativamente menores são os recursos humanos com os quais contam as Forças Armadas do Salvador (24.023) e Uruguai (22.316). Abaixo dos 20 mil militares ficam a Guatemala (18.181), Paraguai (16.087), Honduras (15.216) e Nicarágua (12.793).

    Comparando a quantidade do pessoal militar por cada 100 mil habitantes, a tendência muda de uma maneira notável. Assim, a Venezuela fica no primeiro lugar da lista, com 118 militares. O Uruguai, que em números absolutos ocupa apenas o duodécimo lugar, nesta lista fica em segundo, com 65 militares por cada 100 mil cidadãos.

    O Brasil, por sua vez, cai para o fundo da lista, com apenas 18 efetivos por cada 100 mil habitantes. Deste modo, apesar de ser o primeiro em números absolutos, o gigante sul-americano acaba por ser um dos países menos militarizados da região.

    Mais:

    Conheça os pilotos nazistas que revolucionaram a aviação na América Latina
    Para especialista, crise na Venezuela repete modelo político de décadas na América Latina
    Apesar do grande interesse, Brasil não se pode dar ao luxo de comprar sistemas Pantsir-S1
    Tags:
    aviação militar, Marinha, ranking, militares, tropas, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik