03:03 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, 27 de maio, 2017

    Trump busca hegemonia energética global

    © AP Photo / Evan Vucci
    Américas
    URL curta
    416
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pretende se concentrar em aumentar as exportações de petróleo e gás, com objetivo de alcançar hegemonia nesta área, informou Bloomberg, citando altos funcionários da Casa Branca.

    De acordo com o jornal, Trump vai realizar um evento chamado 'A Semana da Energia', durante qual vai destacar o fato de que o seu país está pronto para se tornar o maior exportador de petróleo, gás, carvão e outros recursos energéticos.

    Além disso, o presidente dos Estados Unidos está programado para se apresentar em frente ao Departamento de Energia do país com um discurso dedicado à exportação de petróleo, à sua importância para o país na arena internacional, pois fortalece as relações com seus aliados.

    Bloomberg informou que o governo dos Estados Unidos revisou regulamentos existentes que limitam a possibilidade de desenvolvimento do mercado de energia.

    Sob a liderança do atual presidente, as autoridades executivas começaram a eliminar as barreiras legislativas para a produção de energia no país norte-americano.

    O jornal afirmou que Trump está mudando abandonando o conceito de "independência energética" para buscar um "domínio da energia".

    Internacionalmente, por sua vez, alguns elementos desta abordagem já estão se manifestando, tais como medidas para impedir projeto russo-europeu Nord Stream 2 e o aumento do fornecimentos de gás liquefeito para os consumidores europeus.

    Mais:

    EUA tentam minar construção do gasoduto Nord Stream 2
    A bomba de petróleo preparada pelos EUA para Venezuela
    Aumento de reservas nos EUA faz baixar o preço do petróleo
    EUA podem vender parte das reservas estratégicas de petróleo para custear manutenção
    Tags:
    gás, petróleo, energia, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar