18:36 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Tomada de posse do presidente eleito dos EUA, Donald Trump, em Washington

    Trump promete combater a 'tirania do comunismo'

    © Sputnik/ Stringer
    Américas
    URL curta
    36104978

    O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu combater a "tirania do comunismo" durante seu discurso perante apoiantes no estado de Iowa, transmitido pelo canal CNN.

    "A América lutará contra a tirania do comunismo", disse Trump em relação a Cuba.

    Trump qualificou o reatamento das relações entre Washington e Havana, iniciado pela administração do ex-presidente Barack Obama, como um acordo "completamente unilateral". Segundo ele, "o fato é que o acordo com Cuba é mau", prometendo alcançar um outro "muito melhor".

    Ao discursar, Donald Trump criticou de novo seu antecessor e seus apoiantes do Partido Democrata:

    "Fantástico: Obama firmou um acordo com Cuba, onde milhares de pessoas estão na prisão, e outro com o Irã. E depois disso dizem que Trump é uma pessoa terrível. É incrível!", disse ele.

    Além disso, Donald Trump mencionou o Acordo de Paris sobre as mudanças climáticas, chamando-o de "catástrofe". De acordo com o presidente, sua concretização "custaria aos EUA bilhões de dólares e milhões de pontos de trabalho, enquanto a China não faria nada".

    Ele também censurou a mídia, que produz, segundo ele, "notícias falsas" e diz que ele não faz nada quanto a medidas legislativas.

    O líder norte-americano sublinhou que "os maiores projetos de leis ainda estão por aparecer". Entre eles, ele citou, nomeadamente, o projeto de redução de impostos e de reforma do sistema de saúde.

    Mais:

    Morte de estudante afasta chance de encontro entre Trump e Kim, diz porta-voz
    Chanceler cubano: decisão de Trump é 'política da Guerra Fria'
    Parlamento ucraniano diz que pode fazer Trump 'entrar para a história'
    Tags:
    relações bilaterais, Casa Branca, Donald Trump, Cuba, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik