04:23 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    110
    Nos siga no

    O presidente norte-americano Donald Trump usou mais uma vez o Twitter para desdenhar e fazer ironia com as investigações do Senado do país em torno da sua suposta ligação com a Rússia.

    Em tweet publicado nesta sexta-feira, Trump comentou que “ninguém foi capaz de mostrar alguma prova” sobre o suposto conluio com o Kremlin.

    “Após sete meses de investigações e audiências de depoimentos sobre o meu ‘conluio com os russos’, ninguém foi capaz de mostrar alguma prova. Triste!”, escreveu o presidente dos EUA.

    As investigações começaram em razão de encontros que o ex-assessor de Trump, Michael Flynn, teve com autoridades russas durante a campanha republicana à Presidência dos EUA, no ano passado. O FBI entrou no caso e teria encontrado indícios de conexões entre Trump e o Kremlin.

    No mês passado, o então diretor do FBI James Comey acabou demitido por Trump, que reprovou a conduta dele na apuração de um vazamento de e-mails da sua ex-adversária, a democrata Hillary Clinton.

    Entretanto, entre os democratas do Congresso norte-americano e de acordo com o próprio Comey, que depôs recentemente ao comitê que apura o tema, a demissão se deu porque o ex-diretor não aceitou interromper as investigações como o presidente dos EUA gostaria.

    Da sua parte, a Rússia negou qualquer ligação com Trump, com seu comitê ou qualquer influência nas eleições norte-americanas.

    Mais:

    Trump critica indiferença da mídia sobre 'conexões' entre Clinton e Rússia
    Sem dar nome aos bois, Washington Post afirma que Trump está sendo investigado
    Tweet de Trump de 5 meses atrás faz Coreia do Norte ameaçar ataque a Nova York
    Tags:
    corrupção, política, Kremlin, Senado dos EUA, FBI, James Comey, Michael Flynn, Donald Trump, Rússia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar