07:16 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    James Mattis

    Especialista: EUA percebem que sua supremacia militar não é absoluta

    © REUTERS/ Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    480

    O secretário da Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, constatou o nível muito baixo de preparação do exército do país, relata AFP.

    O especialista russo Dmitry Ofitserov-Belsky disse ao serviço russo da Rádio Sputnik que a posição de Mattis é consequente à sua maneira.

    "O secretário da Defesa dos EUA disse que ficou 'chocado' com o baixo nível da capacidade de combate dos EUA", se lê na conta no Twitter da agência AFP.

    O chefe do Pentágono disse isso durante sua intervenção perante o Comitê das Forças Armadas da Câmara dos Representantes do Congresso dos EUA. Ele criticou severamente as ações da administração de Barack Obama, que diminuiu as despesas com a Defesa. Segundo ele, ele ficou chocado quando regressou ao Pentágono quatro anos depois de sua demissão.

    Anteriormente, Mattis ordenou a realização de uma revisão do programa nacional da defesa antimíssil nos EUA.

    O especialista russo na área das relações internacionais e docente da universidade russa Escola Superior de Economia Dmitry Ofitserov-Belsky disse que os EUA começam percebendo que sua supremacia na área da Defesa não é absoluta.

    "Agora os EUA enfrentam uma questão muito importante sobre a modernização de seus armamentos. Apesar do fato de os EUA gastarem uma enorme quantidade de dinheiro com a Defesa, não só com a defesa, mas também com as 'ofensivas', suas forças precisam de ser modernizadas de uma forma que não tem sido feita desde a Guerra Fria. Assim, os EUA sentem que agora estão o país mais poderoso na área militar, mas esta supremacia não é absoluta", disse.

    Segundo ele, a posição do atual chefe do Pentágono é consequente – agora ele continua dizendo o que dizia antes da sua demissão.

    "Mattis defendeu, precisamente, se não o aumento, pelo menos a rejeição da diminuição de gastos com a Defesa que realizou Barack Obama. Isto é também o que o presidente Donald Trump falou durante sua campanha pré-eleitoral", disse Ofitserov-Belsky.

    Mais:

    Como as forças especiais dos EUA utilizam aviões humanitários e privados
    Observadores da Itália e EUA sobrevoam a Rússia
    Ex-presidente do Panamá é preso nos EUA
    Tags:
    forças armadas, armas, modernização, Departamento de Defesa dos EUA, Barack Obama, Donald Trump, Mad Dog Mattis, James Mattis, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik