06:02 23 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    26226
    Nos siga no

    O Secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, criticou as ações da China e seu "desprezo" pelos interesses de outros países.

    O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, criticou a militarização dos gigantes asiáticos das ilhas do Mar do Sul da China e considera que essas ações vão contra o direito internacional. Ele disse não descartar a possibilidade de confronto.

    "Não podemos aceitar as ações chinesas que colidem o interesse da comunidade internacional, prejudicando a ordem baseada em regras que beneficiou todos os países", afirmou Mattis em Singapura.

    Mattis também disse que "grupos extremistas" devem ser derrotados não apenas no Iraque e na Síria, mas também no Sudeste Asiático e que os Estados Unidos estavam trabalhando com países da região para melhorar o compartilhamento de informações.

    Pressão sobre a Coreia do Norte

    No entanto, Mattis afirmou que seu país trabalhará com a China para limitar o avanço do programa nuclear da Coreia do Norte e suspender o teste de mísseis balísticos. O secretário indicou que a "ameaça" norte-coreana está presente e clara".

    O chefe do Pentágono espera colaborar com parceiros asiáticos para encontrar novas formas de pressionar o regime norte-coreano. Como exemplo, citou o exercício militar em água realizado em parceria com o Japão há três dias.

    Tags:
    Singapura, Departamento de Defesa dos EUA, Pentágono, James Mattis, Japão, Coreia do Norte, Estados Unidos, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar