22:02 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    RusAl's controlling shareholder, billionaire Oleg Deripaska

    Bilionário pede imunidade aos EUA para testemunhar sobre 'interferência russa' em eleições

    © Sputnik / Alexey Nikolskiy
    Américas
    URL curta
    2417
    Nos siga no

    O bilionário russo Oleg Deripaska teria se oferecido para testemunhar sobre interferência russa nas eleições presidenciais em troca de imunidade total, disseram os meios de comunicação dos EUA na sexta-feira.

    Deripaska, um magnata de alumínio, processou anteriormente uma agência de notícias dos EUA após uma reportagem que denunciava indicando que ele contratou o lobista americano Paul Manafort em 2005 para promover os interesses do governo russo. Manafort serviu como coordenador de campanha para Donald Trump em 2016.

    O The New York Times citou três funcionários anônimos do Congresso que, alegadamente, disseram ao jornal que a Deripaska havia se oferecido para cooperar com os painéis de inteligência do Senado e da Câmara. No entanto, a oferta foi declinada por temores de que um acordo de imunidade poderia complicar as investigações.

    O oligarca russo de 49 anos tem negócios nos Estados Unidos há anos e possui uma propriedade em Nova York. Ele teve dificuldades em obter um visto de negócios dos EUA depois que o Departamento de Estado expressou preocupações sobre conexões com o crime organizado, uma denúncia negada por Deripaska.

    O governo russo refutou as reivindicações dos EUA que se intrometeu no processo eleitoral dos EUA, chamando-as de absurdo. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que Moscou não teve contatos oficiais com a equipe de Trump durante a campanha presidencial.

    Mais:

    Casa Branca nega intenção de barrar depoimento de ex-procuradora sobre interferência russa
    Snowden: 'Alegações do FBI sobre a interferência russa na eleição dos EUA não têm provas'
    Suécia teme interferência russa semelhante à das eleições nos EUA
    Tags:
    Departamento de Estado dos EUA, Câmara dos Deputados dos EUA, Senado dos EUA, Kremlin, Donald Trump, Paul Manafort, Dmitry Peskov, Oleg Deripaska, Nova York, Estados Unidos, Moscou
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar