10:56 04 Março 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    14012
    Nos siga no

    A Guarda Nacional dos EUA irá aprender a terminologia militar russa, conhecer as peculiaridades culturais e a história da Rússia, informou a mídia. O especialista político, Araik Stepanyan, explica as razões dessa atividade ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    Os militares da Guarda Nacional norte-americana aprenderão a terminologia militar russa, conhecerão as peculiaridades culturais da Rússia, bem como a história do país, informou o canal de televisão russo RT. Por esta razão, o Pentágono está buscando professores de terminologia militar russa destinados a formar as unidades especiais da Guarda Nacional dos EUA.

    Segundo dados do canal, os cursos se prolongarão de três até seis semanas, durante as quais os militares também vão estudar "elementos da cultura importantes para a região [Rússia], incluindo as datas e personalidades mais importantes na história do país".

    De acordo com o documento ao qual o RT teve acesso, a língua russa será ministrada ao 20º regimento aerotransportado da Guarda Nacional, os chamados "Boinas Verdes". Destaca-se que o curso será realizado ao longo de cinco anos.

    Contudo, o Pentágono e os organizadores do programa não responderam às tentativas dos jornalistas do RT para obter qualquer comentário.

    Neste contexto, o secretário responsável da Academia de Problemas Geopolíticos e especialista político Araik Stepanyan declarou ao serviço russo da Radio Sputnik que tal prática existe nos EUA ainda desde a época da União Soviética:

    "Esse fenômeno não é novo. Ainda nos anos 80, os EUA preparavam nos seus institutos especialistas para as repúblicas da União Soviética — para Armênia, Geórgia e Repúblicas Bálticas. Eles formavam especialistas que deveriam ‘minar' a URSS". Atualmente, eles realizam o mesmo em relação à Rússia, ensinando aos especialistas a língua russa. Acredito que agora eles o fazem igualmente para desenvolver atividade subversiva no território da Rússia. Eles preparam especialistas que irão escrever artigos, chegarão à Rússia na qualidade de voluntários, vão abrir organizações não-governamentais onde irão ensinar sobre a alegada democracia, mas na realidade irão semear a discórdia entre os povos da Rússia. Eles irão procurar pontos fracos, acumulados devido a tensões étnicas entre alguns povos."

    Mais:

    Pyongyang acusa EUA de impedir cooperação entre Rússia e Coreia do Norte
    EUA entraram em contato com a Rússia em novembro para tratar de 'hackers russos'
    Nova rota marítima entre Rússia e Coreia do Norte é resposta a controlo dos EUA
    Mídia: Genro de Trump seria o elo entre presidente dos EUA e Rússia
    Tags:
    forças especiais, interferência estrangeira, língua russa, preparação, democracia, história, espionagem, cultura, Guarda Nacional, Pentágono, União Soviética, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar