22:50 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Senado dos EUA

    Impeachment à vista? Senado quer documentos sobre relação entre Trump e Comey

    © AP Photo / Chairman of the Joint Chiefs
    Américas
    URL curta
    616
    Nos siga no

    O Comitê Judiciário do Senado dos Estados Unidos solicitou ao FBI e à Casa Branca que forneça cópias dos memorandos e registros do ex-diretor do FBI James Comey, relacionados à sua comunicação com o presidente dos EUA, Donald Trump. Presidente americano pode enfrentar acusações de obstrução da justila, o que em última instância levaria à sua queda.

    "[O Comitê] pediu hoje ao FBI que forneça todos os memorandos relativos às interações do ex-diretor do FBI Comey com seus superiores nos governos Trump e Obama", afirmou o comunicado. "Eles também pediram à Casa Branca para fornecer registros de interações com Comey, incluindo quaisquer gravações de áudio".

    Nessa terça (16), o The New York Times informou que Comey tinha escrito notas sobre uma conversa em que o presidente lhe pedia para abandonar a investigação do FBI que procurava esclarecer os laços entre o ex-assessor de segurança nacional de Trump, Mike Flynn, com a Rússia e a Turquia.

    Outros legisladores dos EUA, incluindo o senador republicano Lindsey Graham, pediram a Comey para testemunhar o mais rapidamente possível diante de vários comitês do Congresso.

    Flynn renunciou em fevereiro, após reportagens da mídia revelarem que mentiu ao vice-presidente, Mike Pence, sobre suas conversas com o embaixador russo nos Estados Unidos, Sergei Kislyak.

    Mais:

    Paul Ryan: 'Memorando de Comey sobre reunião com Trump deixa perguntas sem resposta'
    Demissão do chefe do FBI pode virar um pesadelo para Trump
    Sanders sugere que Trump demitiu chefe do FBI porque tem algo a esconder
    Tags:
    Casa Branca, FBI, Senado dos EUA, Congresso dos EUA, The New York Times, James Comey, Donald Trump, Sergei Kislyak, Lindsey Graham, Rússia, Turquia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar