14:41 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    U.S. President-elect Donald Trump (L) greets retired Marine Gen. James Mattis for a meeting at the main clubhouse at Trump National Golf Club in Bedminster, New Jersey, U.S., November 19, 2016

    Secretário de Defesa dos EUA vai tentar apaziguar ânimos de Erdogan com questão curda

    © REUTERS / Mike Segar
    Américas
    URL curta
    240
    Nos siga no

    O porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, capitão Jeff Davis, disse que o secretário de Defesa norte-americano, James Mattis, participará de reuniões com o presidente turco, Erdogan, na Casa Branca na terça-feira. É uma tentativa de acalmar a Turquia frente ao plano americano de armar curdos no combate ao Daesh.

    "Terça-feira é a visita a Washington do presidente Erdogan da Turquia, o secretário [Mattis] estará presente em parte dessas reuniões na Casa Branca", disse Davis a repórteres.

    A Casa Branca já havia dito que Trump e Erdogan discutiriam o fortalecimento da cooperação nas operações antiterrorismo, o que pode ser um eufemismo para o debate acalorado em torno do plano americano de armar combatentes curdos que lutam contra o Daesh.

    Na terça-feira, o Departamento de Defesa dos EUA anunciou que o presidente Donald Trump aprovou um plano para armar as Unidades de Proteção Popular (YPG), a filial do Partido de União Democrática (PYD) curdo sírio, combatendo terroristas do Daesh (autodenominado Estado Islâmico, proibido na Rússia e em vários outros países) na Síria.

    Na ocasião, Erdogan se manifestou pediu que os EUA "anulem imediatamente o plano". O capitão Davis observou que, na terça-feira, Mattis também receberá no Pentágono o ministro da Defesa turco, Fikri Isik.

    Mais:

    Qual é a diferença das posições da Rússia e Turquia sobre os curdos?
    Quais são os riscos do enfrentamento entre Turquia e os curdos?
    Chefes militares dos EUA e da Turquia discutem 'ameaça' de curdos na luta anti-Daesh
    Tags:
    combatentes curdos, Casa Branca, Pentágono, Ministério da Defesa Nacional da Turquia, Estado Islâmico, Daesh, Partido da União Democrática (PYD), Departamento de Defesa dos EUA, Jeff Davis, Donald Trump, Recep Tayyip Erdogan, Fikri Isik, James Mattis, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar