03:11 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    O fogo

    'Pastor-exorcista' que queimou mulher na Nicarágua foi condenado a 36 anos de prisão

    CC BY 2.0 / Tomás J. Sepúlveda / Fogata en el lago
    Américas
    URL curta
    460
    Nos siga no

    Juan Gregorio Rocha, que proclama ser pastor, e mais três pessoas foram condenados a 36 anos de prisão por terem queimado viva Vilma Trujillo, de 25 anos, em um suposto ritual de exorcismo.

    Em 12 de fevereiro, um grupo levou Vilma para "uma oração de cura". Seis dias depois, ela foi queimada em uma fogueira. A mulher sofreu queimaduras em 80% de seu corpo e morreu depois de uma semana de agonia.

    Entre os condenados há uma mulher que passará 30 anos na prisão por estar também envolvida no homicídio. Outros implicados também foram condenados a 30 anos já que a legislação do país não prevê uma pena maior, segundo o portal La Prensa.

    Tags:
    queimados vivos, exorcismo, Nicarágua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar