22:48 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1151
    Nos siga no

    O presidente Donald Trump demitiu o diretor do FBI James Comey nesta terça-feira (9).

    "O presidente aceitou a recomendação do procurador-geral e do vice-procurador-geral sobre a demissão do diretor do FBI", disse o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer.

    Comey era o responsável por investigar as denúncias da ligação entre a campanha de Trump e Moscou. Em uma audiência no Comitê de Justiça do Senado na última semana, Comey afirmou que as investigações ainda estão em andamento. Na mesma ocasião, o agora ex-diretor do FBI afirmou que o Kremlin representa “a maior ameaça para qualquer país do mundo” e rejeitou a denúncia de Trump de que Barack Obama o espionava.

    "Embora eu aprecie muito você me informar, em três diferentes ocasiões, que eu não estou sendo investigado, eu ainda assim concordo com o parecer do Departamento de Justiça que você não é capaz de liderar efetivamente o FBI", disse Trump em uma carta endereçada a Comey.

    Trump usou seu Twitter nesta madrugada, no horário de Brasília, para fazer um questionamento: "A história do conluio Rússia-Trump é uma farsa total, quando esta fraude paga pelos contribuintes acabará?".

    "Nunca vi nada como isso desde 1973, quando o presidente Richard Nixon demitiu o procurador especial do caso Watergate, Archibald Cox. Não é nada que diga respeito à tradição política americana", disse na CNN o analista Jeffrey Toobin, ex-procurador federal.

    A Casa Branca informou que já iniciou a busca por um substituto.

    Mais:

    Trump aprova plano dos EUA de armar curdos sírios contra Daesh
    Trump está decepcionado com o sucessor do conselheiro Flynn
    Ex-secretária de Estado indica que seria um erro Trump se encontrar com Kim
    Trump mantém estado de emergência no Iêmen
    Tags:
    James Comey, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar