15:45 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Entrada do edifício J. Edgar Hoover, sede do FBI

    Funcionária do FBI se casa com terrorista do Daesh

    © AFP 2018 / Brendan SMIALOWSKI
    Américas
    URL curta
    981

    Uma funcionária do FBI, que participava da investigação contra um militante do grupo terrorista Daesh, viajou para a Síria e se casou com o terrorista, relata o canal da televisão CNN.

    A tradutora Daniela Greene mentiu aos seus chefes sobre o destino da viagem e advertiu o terrorista, Denis Cuspert, sobre a investigação. A mídia só agora soube que eles haviam se casado em 2014.

    De acordo com o canal CNN, em poucas semanas Greene reconheceu que cometeu um erro, e voltou para os EUA, onde foi presa. Greene concordou em cooperar com as autoridades. Ela foi condenada a dois anos de prisão. No verão passado, foi libertada.

    Em outubro de 2015, o CNN informou que Cuspert, de 39 anos, foi eliminado durante um ataque da força aérea dos EUA na Síria. Anteriormente, o Departamento de Estado dos EUA havia inserido Cuspert na lista de terroristas internacionais especialmente perigosos. Segundo o canal, Cuspert era um rapper na Alemanha e se juntou ao grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) em 2012. Ele era propagandista e recrutador do grupo, tendo repetidamente aparecido em vídeos do Daesh e uma vez até com uma cabeça decepada em suas mãos.

    Mais:

    Forças sírias libertam 10 assentamentos do Daesh em Homs
    Desertores do Daesh podem ser agentes secretos com objetivo de atacar a Europa
    Frente al-Nusra e Daesh confrontam-se na fronteira sírio-libanesa
    Tags:
    casal, terrorismo, Daesh, FBI, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik