09:53 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    38438
    Nos siga no

    O assistente especial do presidente na Casa Branca, Sebastian Gorka, anteriormente, promoveu um plano para dividir Líbia em três partes para resolução do conflito no país, informa The Guardian, citando uma fonte conhecedora.

    A ideia de dividir Líbia durante um período de transição foi anunciada por Sebastian Gorka no decurso do encontro com um alto diplomata europeu ainda antes da tomada de posse de Donald Trump, revela a fonte em questão ao jornal.

    Nota-se que esse plano foi apresentado em guardanapo. Por sua vez, o diplomata europeu declarou que essa seria a "pior decisão" para Líbia.

    De acordo com dados da agência, Sebastian Gorka está tentando tomar a posição do representante especial do presidente sobre questões da Líbia na Casa Branca. Não obstante, a administração de Trump ainda não decidiu criar tal posto.

    Atualmente na Líbia há dois governos: na parte oriental do país, na cidade de Tobruk, está reunido o parlamento escolhido pelo povo, mas a parte ocidental, incluindo a capital Trípoli, está sendo governada pelo Governo do Acordo Nacional da Líbia, criado pela OTAN e Europa, chefiado por Fayez al-Sarraj.

    Autoridades da parte oriental do país atuam independentemente das vontades de Trípoli e estão cooperando com Exército Nacional, chefiado por Khalifa Hafter, que conduz uma guerra prolongada contra os islamistas.

    Mais:

    'Síria não repetirá o destino da Líbia enquanto Rússia estiver no Oriente Médio'
    Exército Nacional da Líbia lança ofensiva no sul do país
    Marinheiros morrem afogados após navio turco afundar na costa da Líbia
    Guerra esquecida na Líbia 'não desapareceu e pode reiniciar a qualquer momento'
    Tags:
    assistente, conflito, resolução, divisão, país, Casa Branca, OTAN, Khalifa Haftar, Donald Trump, Europa, Líbia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar