02:06 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O USS Destroyer (DDG 78), comandante de mísseis guiados da Marinha dos EUA, conduz operações de ataque enquanto no Mar Mediterrâneo, que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos disse que era parte do ataque com mísseis de cruzeiro contra a Síria

    Apresentador dos EUA classificou ataque de mísseis à base síria como 'belo'

    © REUTERS / Ford Williams/Courtesy U.S. Navy
    Américas
    URL curta
    58412
    Nos siga no

    Apresentador do canal norte-americano MSNBC Brian Williams chamou de "belas" as imagens do ataque dos EUA contra a base na Síria durante a apresentação ao vivo.

    Ele utilizou o adjetivo mais de três vezes em 30 segundos.

    "Passamos aos detalhes. Vemos estas belas imagens noturnas tiradas das cobertas dos porta-aviões da Marinha dos EUA posicionados no Mediterrâneo oriental. É impossível não citar o famoso Leonard Cohen: 'Que belas são as nossas armas.' São imagens belas", comunicou o apresentador.

    Os usuários do Twitter ficaram indignados com a declaração de Williams.

    "É engraçado como pessoas que nunca estiveram na guerra, ou em lugares alvejados por mísseis de cruzeiro, podem achar que isso é 'belo'", comunica um usuário.

    "Isto é tão detestável, não é bonito. Armas não são bonitas. São um instrumento de morte, não de beleza", comunicou outro usuário.

    Jornalistas chamaram a atenção para a maneira como a mídia americana fala sobre os acontecimentos na Síria. O analista do canal Fox comunicou que Trump nesta situação agiu como um "RoboCop" e o novo "xerife da cidade" e a CNN comparou a operação com o basquetebol entre estudantes.

    Mais:

    Base de Shayrat atacada pelos EUA era um dos aeródromos mais seguros da Síria
    Daily Mail remove artigo sobre plano dos EUA para organizar ataque químico na Síria
    Tags:
    mídia, mísseis, ataque, descrições, armas, redes sociais, reação, usuários, imagens, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar