15:30 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    713
    Nos siga no

    A Agência Federal norte-americana de Investigação planeja criar um departamento destinado "à intervenção da Rússia" nas eleições dos EUA, comunica Financial Times.

    Segundo informações do jornal, o chefe do FBI, James Comey, pode receber acesso especial aos detalhes da investigação em questão.

    "O [departamento] tem como função aumentar nossos recursos", comunicou um agente do FBI.

    De acordo com o jornal britânico, a agência norte-americana realiza as investigações em um dos seus 56 escritórios, mas, segundo funcionários do FBI, para investigar a intervenção russa nas eleições do país é imprescindível a criação de um departamento exclusivo.

    Financial Times revela que o departamento terá como sede o escritório do FBI em Washington e dará início aos trabalhos já no mês que vem.

    Espera-se que o cargo seja assumido por um especialista na área de contraespionagem, que vai prestar relatórios regulares aos mais altos funcionários do FBI. O novo departamento contará com 20 agentes de todo o país.

    Vale ressaltar que o judiciário do FBI está considerando a possibilidade de abertura de caso judicial sobre a questão.

    Anteriormente, o chefe do FBI comunicou que sua agência está investigando "a intervenção russa nas eleições" e "ligações da campanha eleitoral de Trump com a Rússia".

    Os serviços secretos dos EUA têm repetidamente acusado Moscou por tentar influenciar nas eleições dos EUA. Por sua vez, as informações sobre Trump manter laços com serviços da inteligência russos são consideradas acusações sem fundamentos pelo Kremlin.

    Mais:

    WSJ: investigação da 'interferência' russa nas eleições dos EUA está num impasse
    Inteligência dos EUA diz que Rússia vai interferir nas eleições na Alemanha e França
    Centro-direita vence eleições parlamentares na Bulgária
    Tags:
    eleições presidenciais, intervenção externa, FBI, Donald Trump, James Comey, EUA, Washington, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar