15:39 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes entram em conflito com a polícia em Assunção, no Paraguai

    Polícia paraguaia detém mais de 200 pessoas durante protestos contra o governo

    © REUTERS / Jorge Adorno
    Américas
    URL curta
    1154
    Nos siga no

    Pelo menos 211 pessoas, incluindo quatro menores, foram presas durante protestos em massa que ocorrem na capital do Paraguai. Os manifestantes são contrários às recentes alterações constitucionais aprovadas pelo Senado e que permitem a reeleição do presidente do país, Horacio Cartes.

    De acordo com ABC, o Ministério Público do Paraguai, até o momento, indiciou apenas 12 dos manifestantes detidos.

    Os tumultos foram desencadeados por decisão do governista Partido Colorado de estabelecer um Senado alternativo, aprovando leis favoráveis ​​ao líder do país. Na terça-feira, um grupo de 25 senadores começou a realizar "sessões paralelas", fazendo mudanças nas regras e procedimentos do Senado. No início da sexta-feira, os legisladores aprovaram uma lei de reeleição. De acordo com as leis do Paraguai, o Senado precisa de 23 votos de um total de 45 para aprovar a legislação, o que significa que os resultados da votação do Senado alternativo seriam suficientes para a adoção das mudanças.

    Na noite de sexta-feira, os manifestantes começaram a atacar o edifício do Congresso e a incendiá-lo. A tropa de choque usou jatos de água e balas de borracha para dispersar a população. Os protestos em massa resultaram na morte de um dos manifestantes.

    Mais:

    Presidente do Paraguai pediu calma depois dos tumultos e do incêndio no Congresso
    Tags:
    reeleição, polícia, golpe, protestos, presos, Horacio Cartes, Paraguai
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar