17:33 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Juan Manuel Santos, presidente de Colombia, en el municipio de Mocoa, en Putumayo (suroeste)

    Presidente da Colômbia declarou estado de calamidade pública após série de deslizamentos

    © REUTERS / Cesar Carrion/Colombian Presidency
    Américas
    URL curta
    1 0 0
    Nos siga no

    O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, declatou estado de calamidade pública no município de Mocoa, capital do departamento de Putumayo, neste sábado.

    Um dos departamentos mais pobres do país foi atingido nesta madrugada por deslizamentos de lama e de pedra, que até agora deixaram um saldo de 154 mortos e mais de 200 feridos.

    "Acabamos de saír de uma reunião, na qual, antes de tudo, delcaramos estado de calamidade pública para atender à todas as vítimas", declarou Santos aos jornalistas, presentes no local da tragédia, segundo divulgado pela Presidência da Colômbia.

    Santos está em Mocoa, para participar pessoalmente dos trabalhos de assistência à população. Em sua conta de Twitter, o chefe de Estado lamentou o ocorrido. "Nossos corações estão com as vítimas e famílias afetadas por esta tragédia. Não vamos falhar na nossa ajuda #TodosConMocoa".

    ​As fortes chuvas na região causaram o transbordamento dos rios e o deslizamento de terras, causando destruição em diversos bairros da cidade colombiana. Apenas ao amanhecer as autoridades tiveram uma avaliação mais precisa dos estragos.

    Mais:

    Tragédia na Colômbia: Deslizamentos e enchentes deixam pelo menos 112 mortos (VÍDEO)
    Tags:
    deslisamentos, chuvas, desabamento, Juan Manuel Santos, Putumayo, Mocoa, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar