10:46 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    redação da RT

    EUA tentam impedir alguma mídia russa de transmitir no seu país

    © Sputnik/ Yevgeniy Biyatov
    Américas
    URL curta
    20506110

    A editora-chefe do canal de televisão russo RT, Margarita Simonyan, comenta o apelo para retirar a licença do canal nos EUA, informa o site oficial do RT.

    "O Senado chegou à conclusão que o RT e Sputnik abalam a confiança dos norte-americanos na sua própria mídia. Ainda não sei o que é mais surpreendente: a convicção do Senado que as nossas capacidades são ilimitadas ou a falta de crença nas escolhas conscientes do seu povo", foram as palavras de Margarita Simonyan publicadas no site do RT.

    Foi referido que anteriormente o Senado tinha proposto, no âmbito das reuniões sobre alegada "interferência da Rússia" nas eleições presidenciais nos EUA, retirar a licença do RT para transmissões em território norte-americano.

    Destaca-se que o senador Mark Warner declarou, não apresentando provas nenhumas, que a Rússia tentou interferir no processo democrático do país e por esta razão alegadamente usou uma "campanha de desinformação nas redes sociais". Segundo as palavras do senador, se tratou da alegada proliferação de notícias falsas em estados cruciais norte-americanos, entre eles o Wisconsin, o Michigan e a Pensilvânia.

    Mais:

    FBI verifica sites da Sputnik e RT por 'interferência' nas eleições norte-americanas
    Comitê de Relações Exteriores do Parlamento britânico ataca Sputnik e RT
    Editora-chefe explica por que Ocidente não pode provar que Sputnik e RT mentem
    Editora-chefe do RT dá conselhos à CIA como fazer todos crerem que Rússia 'não é normal'
    Tags:
    falso, , povo, licença, norte-americano, transmissão, provas, notícias, confiança, mídia, Senado dos EUA, RT, Sputnik, Mark Warner, Margarita Simonyan, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik