17:03 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil (arquivo), localizado em Brasília

    Governo brasileiro acusa Venezuela de romper ordem constitucional

    Ana de Oliveira/AIG-MRE
    Américas
    URL curta
    51515
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores do Brasil divulgou uma nota nesta quinta-feira acusando a Justiça venezuelana de não respeitar a Constituição do país ao destituir o congresso e assumir o poder legislativo.

    "O Governo brasileiro repudia a sentença do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) da Venezuela que retirou da Assembleia Nacional as suas prerrogativas, num claro rompimento da ordem constitucional. Igualmente vê com grande preocupação a sentença daquele Tribunal que suspendeu arbitrariamente as imunidades dos parlamentares venezuelanos", afirmou o Itamaraty.

    De acordo com a chancelaria brasileira, a decisão do TSJ alimenta a radicalização na Venezuela ao ferir o princípio da independência dos poderes, "elemento essencial à democracia".

    Por fim, Brasília pede que todas as partes envolvidas na crise venezuelana tenham "ponderação" e o "diálogo efetivo" como forma de solucionar os atuais problemas e restaurar a normalidade institucional. 

    "O Governo brasileiro continuará a coordenar-se regionalmente, com todos os interessados, para examinar a preocupante situação na Venezuela", finaliza o comunicado.

    Mais:

    Sob protestos de Caracas, OEA se reúne em Washington para discutir crise da Venezuela
    Em índice de desenvolvimento da ONU, Brasil fica atrás até da Venezuela
    Maduro acusa EUA de pressionar governos para apoiar interferência na Venezuela
    Tags:
    golpe, constituição, democracia, crise, Assembleia Nacional, Itamaraty, TSJ, Brasil, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar