02:26 19 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    7101
    Nos siga no

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, acusou os Estados Unidos de pressionarem os governos estrangeiros para garantir apoio à intromissão nos assuntos da Venezuela.

    "O Departamento de Estado [dos Estados Unidos] mobilizou todos os seus embaixadores em todo o mundo, pressionando os governos para conseguir intervir na Venezuela", afirmou Maduro, citado pela emissora Globovision nesta terça-feira.

    O presidente acrescentou que uma manifestação contra a interferência dos EUA será realizada no dia 26 de março e que ele participará pessoalmente do evento.

    As relações entre os EUA e a Venezuela pioraram após notícias de supostas violações dos direitos humanos durante os protestos contra o governo de Maduro em Caracas, em fevereiro de 2014. Em dezembro de 2015, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aprovou sanções contra vários indivíduos supostamente responsáveis ​​pelas violações dos direitos humanos.

    O presidente da Venezuela afirmou, em diversas ocasiões, estar seguro de que grupos norte-americanos financiam os partidos de oposição no país.

    Mais:

    Venezuela chama presidente do Peru de 'cão simpático' aos EUA
    Venezuela não pode mais votar na Assembleia Geral da ONU
    Por que Venezuela proibiu CNN?
    Venezuela bloqueia sinal da CNN por notícia falsa
    Venezuela congela bens e contas bancárias da Odebrecht
    Maduro chama de 'infâmia', sanções americanas contra vice da Venezuela
    Tags:
    interferência estrangeira, Nicolás Maduro, EUA, América do Sul, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar