07:14 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente filipino Rodrigo Duterte aponta a fotógrafos durante uma cerimônia de premiação dos trabalhadores do governo, no Palácio Malacanang, Manila, Filipinas. 19 de dezembro de 2016

    Líder filipino promete mais assassinatos de narcobarões

    © REUTERS/ EZRA ACAYAN
    Américas
    URL curta
    31221

    O presidente das Filipinas Rodrigo Duterte declarou nesta sexta-feira (3) que a atual luta contra traficantes de drogas levará a mais mortes de criminosos.

    O líder do país sublinhou também que o governo sabia sobre o envolvimento de numerosos policiais e caciques de aldeias em atividades relacionadas com drogas e avisou que eles poderiam acabar mortos.

    "Estou comprometido em pôr fim às drogas. Isso significa que acontecerão mais assassínios porque [os criminosos] realmente contra-atacam. <…> Isso não vai acabar amanhã", disse ele citado pelo jornal The Philippine Star.

    Cabe destacar que desde sua tomada de posse em 30 de junho de 2016 Duterte lançou imediatamente uma campanha antidrogas prometendo acabar com a criminalidade no país.

    Milhares de pessoas acabaram assassinadas durante operações policiais e a situação foi duramente criticada por vários responsáveis oficiais internacionais, inclusive pelo Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos Zeid Ra'ad Hussein.

    Além disso, o líder acredita que matar criminosos não é desumano, por que eles próprios não têm nenhuma humanidade.

    Tags:
    combate, narcotráfico, drogas, corrupção, Rodrigo Duterte, Filipinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik