14:31 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    414
    Nos siga no

    As autoridades dos Estados Unidos abriram processos contra 11 pessoas e uma empresa por exportarem mercadorias para a Síria, violando um embargo comercial que Washington havia imposto à Damasco, segundo informou o Departamento de Justiça norte-americano nesta sexta-feira, 24.

    De acordo com um comunicado divulgado pelo departamento, três indivíduos já foram presos. Ali Caby, de 40 anos, Arash Caby, 43, e Marjan Caby, 34, foram indiciados por supostamente participarem de um esquema para enviar determinados produtos de uso civil e militar para a Syrian Arab Airlines, companhia aérea que também foi indiciada. 

    "Os produtos de dupla utilização foram exportados para a Syrian Arab Airlines, companhia aérea do governo sírio, entidade designada e bloqueada pelo Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos por transportar armas e munições para a Síria, em conjunto com o Hezbollah, organização terrorista, e o corpo da Guarda Revolucionária Iraniana (IRGC)", diz a nota.

    Os demais acusados no inquérito foram identificados como Adib Zeno, Rizk Ali, Ammar Al Mounajed, Zhelyaz Andreev, Mihaela Nenova, Lyubka Hristova, Iskren Georgiev e Ivan Sergiev.  

    Mais:

    Ex-secretário-geral da ONU preocupado com violação do embargo de armas pelo Irã
    Damasco: EUA reconhece apoio ao terrorismo ao levantar embargo aos fornecimentos de armas
    Putin: Embargo a alimentos do Ocidente vai durar 'o maior tempo possível'
    Tags:
    Hezbollah, Guarda Revolucionária Iraniana, Syrian Arab Airlines, Ali Caby, Arash Caby, Marjan Caby, Washington, Damasco, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar