19:34 04 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    29911
    Nos siga no

    A falta de engajamento dos EUA com a OTAN minará a aliança militar e possivelmente significará seu fim, disse o ex-secretário-geral do bloco, Anders Fogh Rasmussen, à Sputnik no sábado.

    "É claro que se Trump reduzir seu engajamento com a Otan, isso seria perigoso, minaria a credibilidade de nossa aliança. Se os Estados Unidos não cumprirem seu compromisso, a OTAN estará morta e, por isso, eles não farão isso", disse Rasmussen durante a Conferência de Segurança de Munique.

    O ex-chefe da OTAN afirmou que Washington é único membro da aliança a possuir forças militares suficientes para assegurar a execução das políticas da OTAN.

    Em seu discurso em Munique, o vice-presidente dos Estados Unidos, Michael Pence, reiterou o compromisso inabalável dos EUA com a aliança. O discurso veio a aliviar as tensões, depois do candidato republicano Donald Trump classificar a OTAN de obsoleta e exigir maiores contribuições financeiras dos parceiros europeus.

    Pence, entretanto, reiterou a exigência de Trump de que as nações da UE cumpram seu compromisso de contribuir com 2% de seu produto interno bruto para a defesa.

    Mais:

    França ameaça Rússia e pede retaliação da OTAN em caso de violação do Tratado INF
    Turquia: 'Nosso dever é fazer a OTAN mais forte do que antes'
    Alemanha adverte Trump contra ameaças à 'coesão da Europa' e da OTAN
    Nem todos querem: EUA força membros da OTAN a aumentarem gastos militares
    'Nem os ucranianos necessitam da OTAN, nem a Aliança necessita da Ucrânia'
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar