22:14 18 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    762
    Nos siga no

    As autoridades venezuelanas bloquearam as contas da construtora brasileira Odebrecht no país e decretaram a proibição de compra, venda ou transferência de bens e imóveis da empresa.

    "Foram acordadas as medidas reais de congelamento das contas bancárias, bem como a proibição de alienar e taxar bens móveis e imóveis da empresa brasileira Odebrecht", disse o Ministério Público venezuelano em um comunicado.

    A medida ocorre em meio às investigações que estão sendo realizadas pelo Governo da Venezuela sobre supostas irregularidades em contratos com a empreiteira.

    Ontem (14), o Ministério Público venezuelano autorizou e supervisionou uma busca nos escritórios da Odebrecht em Caracas.

    Em dezembro do ano passado, a Odebrecht e a Braskem, braço petroquímico da companhia, assumiram perante o Departamento de Justiça dos Estados Unidos terem pago propina a altos funcionários e políticos para ajudar a garantir contratos lucrativos de construção em 12 países.

    Segundo o acordo negociado, a empreiteira e seus representantes pagaram US$ 98 milhões (cerca R$ 302 milhões) a funcionários e intermediários do governo venezuelano entre 2006 e 2015.

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, prometeu punir os responsáveis pelo escândalo.

    Mais:

    Peru e Brasil assinam acordo de cooperação em investigação sobre Odebrecht
    Odebrecht pagará US$59 milhões ao Panamá por escândalo de corrupção
    Chefe da Inteligência argentina é investigado em caso relacionado à Odebrecht
    Tags:
    Operação Lava Jato, contas bancárias, bens, propina, corrupção, Braskem, Ministério Público, Odebrecht, Nicolas Maduro, Brasil, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar