20:39 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    010
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro disse que seu governo não vai permanecer impassível frente as sanções dos EUA contra o seu vice-presidente Tarek El Aissami.

    "A Venezuela vai ativar todos os mecanismos legais, diplomáticos, políticos, nacionais e internacionais e nos próprios Estados Unidos para combater e desmantelar essa infâmia", disse Maduro durante uma reunião do Conselho Federal de Governo, na qual o vice-presidente El Aissami também participou.

    O presidente fez as declarações após o Departamento de Bens Estrangeiros dos EUA adotar sanções contra o vice-presidente venezuelano por supostas violações de leis de drogas e por ajuda a terroristas no Oriente Médio.

    Maduro repudiou a decisão de Washington, dizendo que o Departamento agiu como policial, juiz e parte interessada. Ele também exortou os venezuelanos a defenderem El Aissami enquanto defendem a "venezuelanidade" e afirmou que a desestabilização da Venezuela desestabilizaria toda a América Latina.

    Mais:

    Maduro diz que Venezuela vai comprar armas da Rússia e da China
    O que será de Maduro e oposição após mais uma tentativa fracassada de impeachment?
    'Oposição venezuelana quer derrubar Maduro da mesma maneira que queria derrubar Chávez'
    Tags:
    América Latina, Venezuela, Estados Unidos, Nicolás Maduro, Tarek El Aissami
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar