23:47 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    12120
    Nos siga no

    O drone realizou um vôo autônomo e nem os militares nem os policiais americanos conseguiram encontrá-lo, passados nove dias.

    De acordo com o site Military.com, o incidente ocorreu com o novo drone de reconhecimento Shadow RQ-7Bv2 cujo valor passa dos US$1,5 milhões. Os militares dos EUA perderam o dispositivo quando ele estava sendo testado na base militar de Fort Huachuca, no sudeste do Arizona.

    O porta-voz da 7ª Divisão de Infantaria do Exército dos Estados Unidos, Frederick Williams, relatou que os soldados procuraram até mesmo a polícia local e representantes de agências públicas. No entanto, tudo foi em vão. Durante nove dias, nem os serviços terrestres nem as forças de defesa aérea conseguiram encontrar o drone apesar de seu tamanho — 3,4 metros de comprimento e uma envergadura de 6,1 metros.

    Somente após o nono dia, um turista relatou ter encontrado o avião nas montanhas do Colorado. O RQ-7Bv2 havia pousado em uma árvore.

    Os militares dos EUA ainda não entenderam como ele poderia chegou, uma vez que o equipamento voou por uma distância de 970 km, quando o seu âmbito deve ser teoricamente muito inferior.

    Não é a primeira vez que os soldados dos EUA perdem seus aviões não tripulados. Em outubro de 2015, eles também perderam o JLENS.

    Mais:

    Por que drones dos EUA são perigosos para República Tcheca
    Obama reconhece falta de estrutura em programa de drones dos EUA
    Novos drones dos EUA falham em mais de 20 testes
    Tags:
    JLENS, Shadow RQ-7Bv2, Exército dos EUA, 7ª Divisão de Infantaria do Exército dos Estados Unidos, Frederick Williams, Fort Huachuca, Arizona, Colorado, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar