08:18 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Marc Mezvinsky

    Coincidência? Genro de Hillary encerra fundo de altíssimo risco após derrota da sogra

    © AP Photo/ Andy Kropa/Invision
    Américas
    URL curta
    940

    Marc Mezvinsky, genro de Hillary e Bill Clinton, fechou seu fundo de cobertura logo após a eleição presidencial de novembro de 2016 nos EUA.

    A Eaglevale Partners, empresa de Mezvinsky com sede em Nova Iorque, foi fechada em dezembro de 2016, apenas um mês após a candidata presidencial democrata perder para o republicano Donald Trump. Atualmente, a empresa está no processo de devolver dinheiro aos investidores, de acordo com a Bloomberg.

    Fundos de cobertura são uma forma de altíssimo risco. Neles, investidores colocam grandes somas de dinheiro na mão do administrador, que costuma apostar alto em uma causa ou empresa com pouca probabilidade de dar certo. Se funciona, os retornos são astronômicos; se não, as perdas também não são pequenas. Isso os torna extremamente susceptíveis a variações de ordem política e econômica, fatores dos quais Mezvinsky se beneficiaria se fosse genro da mulher mais poderosa do mundo.

    Os esforços de Mezvinsky para ganhar uma posição no mercado de fundos de cobertura provaram ser infrutíferos. Em maio de 2016, Mezvinsky, marido de Chelsea Clinton, anunciou o encerramento da Eaglevale Hellenic Opportunity, que apostou em um possível renascimento da Grécia após sua crise financeira.

    O fundo focado na Grécia havia levantado US $ 25 milhões de investidores para comprar ações de bancos gregos e dívida pública, mas depois perdeu quase 90% de seu valor em dois anos, uma vez que a situação na Grécia não melhorou e os lucros não se materializaram.

    Mezvinsky teria endereçado uma carta aos investidores naquele ano, reconhecendo que ele e seus parceiros estavam "incorretos" ao apostar na economia grega. Os investidores do fundo incluíam adeptos ricos da família Clinton, alguns dos quais contribuíram com o dinheiro da campanha para Bill ou Hillary.

    Depois de se formar na Universidade de Stanford, na Califórnia, Mezvinsky trabalhou na Goldman Sachs por vários anos, antes de se juntar a uma firma de participação privada. O genro de Hillary deixou esse emprego e, em 2011, lançou o Eaglevale Partners, juntamente com o ex-analistas da Goldman Sachs Bennett Grau e Mark Mallon.

    O CEO da Goldman, Lloyd Blankfein, foi um dos primeiros investidores da empresa.

    Mais:

    Hillary Clinton não queria sair de casa após saber os resultados das eleições
    Filha de Hillary Clinton poderá trabalhar no Congresso dos EUA
    Tags:
    Universidade de Stanford, Eaglevale Hellenic Opportunity, Eaglevale Partners, Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, Mark Mallon, Bennett Grau, Marc Mezvinsky, Chelsea Clinton, Donald Trump, Bill Clinton, Hillary Clinton, Nova Iorque, Califórnia, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik