22:16 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    In this photo obtained from the Iranian Fars News Agency, a Qadr H long-range ballistic surface-to-surface missile is fired by Iran's powerful Revolutionary Guard, during a maneuver, in an undisclosed location in Iran, Wednesday, March 9, 2016

    Irã lança mais um teste de mísseis balísticos

    © AP Photo / Fars News Agency, Omid Vahabzadeh
    Américas
    URL curta
    21186

    A quarta-feira serviu como uma nova oportunidade para o Irã flexionar seu arsenal de mísseis. Os militares iranianos usaram a mesma plataforma de lançamento de Semnan para disparar o míssil de janeiro, informou a Fox News World.

    Os militares iranianos testaram um míssil de curto alcance Mersad, de acordo com a fonte de notícias.

    O míssil caiu a 35 milhas de distância de onde foi lançado, uma autoridade dos EUA disse à Fox.

    O teste pode ser uma resposta ao presidente Donald Trump, que há alguns dias aprovou novas sanções a entidades relacionadas ao programa de mísseis balísticos iraniano. Além disso, veículos de imprensa relataram mais cedo que Trump estaria considerando classificar o Corpo de Guardas Revolucionários Islâmicos do Irã como um grupo terrorista.

    ALERTA NOTICIOSO: Autoridades dos EUA: Irã lança outro míssil de base de lançamento onde conduziu testes balísticos no mês passado. #ReportagemEspecial

    ​Imagens de satélite mostram que o Irã pretendia usar a base de lançamento para enviar um satélite ao espaço em cima de um foguete Safir, mas o envio foi aparentemente cancelado. Segundo o Zero Hedge, as razões para o país ter abortado a manobra ainda não estão claras.

    De acordo com Michael Flynn, conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, a época em que Washington "fez vista grossa" para as "ações hostis e beligerantes do Irã acabaram".

    O Departamento de Defesa dos EUA se recusou a comentar quando a RIA Novosti perguntou à pasta sobre os testes de mísseis do Irã. "Não temos mais informações", disse o porta-voz do Pentágono, Christopher Sherwood.

    A Fox News e Zero Hedge publicaram os relatórios. Até agora, o funcionário que repassou a informação à Fox News é a única fonte a ter falado sobre os testes.

    Mais:

    Rússia está preocupada com a possível retirada do Irã do acordo nuclear de 2015
    Pentágono: forças no golfo Pérsico colocadas em prontidão após tensões com Irã
    Casa Branca: Trump está pronto para agir contra o Irã
    Tags:
    Mersad, Safir, Corpo de Guardas Revolucionários Islâmicos do Irã, Zero Hedge, RIA Novosti, Conselho de Segurança Nacional, FOX News, Pentágono, Christopher Sherwood, Michael Flynn, Donald Trump, Estados Unidos, Irã, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar