00:32 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Antonio Garcia, leader of the National Liberation Army (ELN),looks at his rebel group's flag during a press conference at the Palco hotel in Havana

    'Diálogo com a guerrilha ELN será célere, mas não espere por paz express', avisa Colômbia

    © AP Photo / Javier Galeano
    Américas
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    As negociações iniciadas nesta segunda em Quito, capital do Equador, entre o Exército da Libertação Nacional e o governo da Colômbia vão se desenvolver com "a maior celeridade e rigorosidade" possíveis, mas não serão tão rápidos. Quem informou foi o chefe da delegação colombiana, Juan Camilo Restrepo.

    Ele alertou que "isso (a celeridade) não deve ser confundido com uma paz express" e que havia determinação de ambas as partas de "avançar tão rapidamente quanto a prudência permita". 

    "Confio que o ELN também valorize e compreenda que este é um momento de paz", disse Restrepo.

    Depois de conseguir alcançar um acordo de paz satisfatório com as Farc, a Colômbia agora tenta acabar com o ELN. A guerrilha é a segunda maior do país e apresenta maior resistência em assinar um termo semelhante às Farc com o governo de Juan Manuel Santos.


    Mais:

    Colômbia propõe trégua natalina à ELN
    Governo da Colômbia anuncia negociações de paz com ELN
    Tags:
    FARC, ELN, Juan Camilo Restrepo, Juan Manuel Santos, Quito, Equador, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar