21:39 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Departamento de Justiça dos EUA

    Procuradora-geral dos EUA desafia Trump e proíbe defesa legal do decreto antiterrorista

    © flickr.com/ Drew Douglas
    Américas
    URL curta
    22112

    A procuradora-geral dos EUA, Sally Yates, ordenou os advogados do Departamento de Justiça a não defenderem em tribunal a ordem executiva do presidente Donald Trump que impede a entrada de refugiados no país, em claro desafio ao novo mandatário norte-americano.

    "No momento, não estou convencida de que a defesa da ordem executiva é consistente com essas responsabilidades nem estou convencida de que a ordem executiva é legal", disse a procuradora-geral, por meio de uma carta. "[O] Departamento de Justiça não apresentará argumentos em defesa da ordem executiva", afirmou Yates, em claro desafio ao novo presidente dos EUA. 

    Trump assinou na sexta-feira (27) uma ordem executiva para impedir a entrada de refugiados nos Estados Unidos por 120 dias. Por tempo indeterminado, ele também suspendeu a acolhida aos refugiados sírios, e ainda restringiu a imigração do Irã, do Iraque, da Líbia, da Somália, do Sudão e do Iêmen, todos países de maioria muçulmana.

    A Casa Branca defendeu a ordem como necessária para proteger os Estados Unidos contra extremistas islâmicos.

    Mais:

    Procurador-geral pede a revogação do decreto antiterrorista de Trump
    De Londres a Teerã, mundo reage ao decreto de Trump contra imigrantes muçulmanos
    Trump veta entrada de muçulmanos, mesmo com ‘green card’
    Trump suspende programa de acolhimento de refugiados sírios nos EUA
    Tags:
    ordem executiva, procuradoria-geral, muçulmanos, decreto, imigrantes, refugiados, Departamento de Justiça, Sally Yates, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik